About Me

A minha fotografia
Nelson
Sou um apaixonado por estes seres, costumo ate dizer,que são os meus bebes...Mas a paixão comecou por causa do meu pai,quando eu era mais novo levou-me a uma exposicão de pássaros e foi ai que conheci os Glosters de tantos pássaros que estavam lá eu só tive olhos para eles...O meu Pai nessa altura comprou uns passarinhos outros um amigo nosso que se chama Celso nos ofereceu e foi assim que comecei a criar...Em 2001 desisti por motivos pessoais mas a paixão e tanta que depois de 9 anos sem criar tive de voltar...e aqui estou eu comecei o ano passado e estou super contente,com os meus bebes...Espero que gostem do blog...
Ver o meu perfil completo
Com tecnologia do Blogger.
segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

PostHeaderIcon Gestão e Manutenção de um Plantel

Gestão E Manutenção De Um Plantel

A maioria das salas de criação podem acomodar de 10 a 16 fêmeas e de 6 a 10 machos. Isto permite gerir um número de crias em que a média é de 3 por fêmea. Levando em consideração um número possível de 20 novos machos, que têm que estar separados entre Outubro e Dezembro, o espaço da gaiola é vital para evitar a sobrelotação e o stress das aves.

A ventilação deve ser feita do chão para o tecto para permitir a diluição da atmosfera a qualquer momento. A temperatura aconselhável para estas salas de criação de aves está entre os 10 e os 13ºC durante os meses frios. Esta temperatura permite que os canários estejam confortáveis e saudáveis num ambiente ámen e seco. A ave mantém a sua condição física e peso corporal nestas condições. Estamos a falar de canários domesticados e não de aves selvagens.

As gaiolas devem estar penduradas um pouco abaixo do tecto de forma a evitar correntes de ar e também calor excessivo vindo do tecto. As gaiolas devem ser mantidas limpas com uma base de serradura que deve ser mudada todas as semanas. Os poleiros devem ser lavados e desinfectados pelo menos uma vez por mês, pois são um meio de propagação de infecções e provocam problemas nas patas das aves. As gaiolas e todos os acessórios são lavados de 3 em 3 meses, especificamente antes e depois da época de reprodução.

A iluminação artificial é utilizada quando necessária durante os meses mais escuros. É usada para aumentar os níveis de lux durante a época de reprodução.

Os canários devem estar acomodados sem stress e sem ambiente sobrelotado e, os machos sempre separados após a época de reprodução. As aves devem ser borrifadas com frequência com um produto para evitar os piolhos. O spray anti-ácaros também pode ser usado para controlar a infestação, mas não borrife directamente as crias no ninho para evitar irritações nos olhos. As garras e as penas junto à cauda devem ser aparadas para evitar as infecções. O banho diário é importante. Deve-se usar água tépida no Inverno.

A alimentação dos adultos é constituída a base de sementes (mistura para canários); areia de boa qualidade (grite) que ajuda a ave a fazer a digestão; osso de choco que é uma excelente fonte de minerais para as fêmeas; germinado misturado com papa de ovo o ovo cozido; verduras frescas e lavadas como couves e nabiças e suplementos vitamínicos encontrados em lojas da especialidade.

As crias são alimentadas no ninho duas vezes por dia para ajudar as progenitoras e sustentar seu desenvolvimento saudável nos primeiros sete dias de vida. Utiliza-se papa de criação à mão para canários com probióticos adicionados.

Artigo Escrito por Norman Wallace e George Storey

0 comentários:

Enviar um comentário

Blog Archive

Contador


Mensagens populares

Seguidores

Mensagens populares